COBERTURADESTAQUEMAR

Transmissão de cargo do Almirante Olsen para o Almirante Petrônio: Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha


Após três anos à frente da Diretoria-Geral de Desenvolvimento Nuclear e Tecnológico da Marinha (DGDNTM), o Almirante de Esquadra Marcos Sampaio Olsen passará o cargo ao Almirante de Esquadra Petronio Augusto Siqueira de Aguiar, em cerimônia a ser presidida pelo Comandante da Marinha, Almirante de Esquadra Almir Garnier Santos, no próximo dia 15 de dezembro, às 15h, no Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro, na Ilha do Governador, Rio de Janeiro.

O Almirante Olsen assumirá o Comando de Operações Navais no dia 16 de dezembro.

Desde sua criação, em novembro de 2016, com o objetivo de promover a  reestruturação do sistema de Ciência, Tecnologia e Inovação (CT&I) da Marinha, a DGDNTM vem sendo responsável pela otimização dos recursos financeiros e humanos no complexo de gestão dos projetos voltados para o setor.

Também vem executando com êxito o Programa de Submarinos (PROSUB), cujos submarinos da classe “Riachuelo” (S-BR) se encontram em diferentes estágios de prontificação, e o Programa Nuclear da Marinha (PNM), que representa um dos mais importantes programas estratégicos nacionais.

No âmbito do cronograma de desenvolvimento e construção do submarino convencional com propulsão nuclear “Álvaro Alberto”, a Autoridade Naval de Segurança Nuclear e Qualidade, que possibilita à Marinha regular, licenciar, fiscalizar e controlar os meios navais com plantas nucleares embarcadas, concedeu a 1a Licença Parcial de Construção (LPC1), consolidando a estratégia construída ao longo da gestão do Almirante Olsen no sentido de adotar um processo de licenciamento em etapas bem definidas, coerente com o compromisso da Marinha do Brasil de atingir o mais elevado nível de segurança requerido para um projeto complexo e desafiador como é o do SN-BR.

Autoridade Naval de Segurança Nuclear e Qualidade
durante cerimônia de assinatura da licença

Em 2021, no contexto de uma visão integradora, racional e de facilidade de interlocução com os atores de interesse, as instituições de CT&I sob a direção da DGDNTM deram passos importantes no desenvolvimento de sistemas e produtos para o setor de Defesa, como o SONAT; o MAGE Defensor; simuladores e sistemas de defesa de alta complexidade; expertise de excelência em oceanografia e em equipamentos de acústica submarina; e entrega de obras importantes no âmbito do PROSUB, como o prédio de apoio aos S-BR, a Oficina de Sistemas de Combate, IPMS e Mastros e o Ambulatório Médico, instalações localizadas na Base de Submarinos da Ilha da Madeira (BSIM), no Complexo Naval de Itaguaí, no litoral Sul do Rio de Janeiro.

São diretamente subordinados à DGDNTM o Centro Tecnológico da Marinha em São Paulo (CTMSP), a Coordenadoria-Geral do Programa de Desenvolvimento de Submarino com propulsão Nuclear (COGESN), o Centro Tecnológico da Marinha no Rio de Janeiro (CTMRJ) e a Agência Naval de Segurança Nuclear e Qualidade (AGNSNQ).

What is your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Roberto Caiafa
Jornalista e Repórter Fotográfico especializado na Editoria de Defesa com mais de 15 anos de experiência profissional. Corresponsal no Brasil de Infodefensa desde abril de 2011. Youtube Canal Caiafamaster (https://www.youtube.com/c/caiafamaster)

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in:COBERTURA