COBERTURADESTAQUE

Matadores de Drones! Os canhões Oerlikon Skyranger e Oerlikon Twin Gun GDF009 (Rheinmetall)

A ameaça representada por pequenos sistemas aéreos não tripulados (UAS) está aumentando drasticamente. 

Devido ao seu tamanho e baixa velocidade no ar, eles são geralmente difíceis de detectar em baixas altitudes. 

Os UAS são comparativamente baratos e podem ser usados ​​de forma barata por forças irregulares para fins de reconhecimento e combate. 

Mesmo que a ameaça dos UAS agressivos possa ser resolvida tecnologicamente em curto prazo, ainda não estão disponíveis sistemas eficazes suficientes para neutralizá-los.

Engajar e destruir ataques de enxame é um desafio particular para a defesa aérea, pois o controle de tiro individual atinge seus limites com mais de um punhado de alvos nas telas.

No caso de ameaças aéreas, os UAS são atribuídos ao alcance imediato e assim surgiu uma lacuna de capacidade na proteção antiaérea das forças móveis. 

O sistema antiaéreo qualificado que está sendo adquirido atualmente na Alemanha emprega a munição com ogiva fragmentável,  considerada eficaz contra UAS em curto alcance, especialmente se estes forem detectados com antecedência (alarme) e engajados  rapidamente (combate) com distância suficiente.

Um novo tipo de UAS que representa bem essa ameaça, o chinês Harwar Zhanfu H16 pode ser armado com um pequeno míssil anticarro guiado e lançadores rotativos para granadas de 40 mm de emprego anti-pessoal.

Em uma conferência de imprensa em Bonn, a Rheinmetall explicou o que o sistema Boxer Skyranger com um canhão de 35 mm pode fazer para fechar a lacuna de proteção no alcance imediato para enfrentar e vencer UAS.

Para reconhecimento de alvos, o Boxer Skyranger possui um radar de busca compacto de curto alcance complementado com sensores eletro-ópticos, portanto pode operar de dia ou a noite em qualquer condição climática. 

O elemento de detecção mais importante é o radar Spexer 2000 3D MkIII da Hensoldt.

O dispositivo é a terceira geração de radar para detecção a partir do solo que pode rastrear alvos terrestres e marítimos, bem como alvos aéreos.

O sistema pode lidar como helicópteros, aeronaves de asas fixas e UAS.

O radar AESA (Active Electronically Scanned Antenna) faz a varredura de um setor de 120 graus com uma antena fixa. 

Com até 16 lóbulos de radar independentes, podem ser detectados alvos pequenos e rápidos, como UAS armados. 

A taxa de atualização é de 0,3 segundos e o alcance é de 2,5 km. 

Com apenas um lóbulo de radar, o alcance de detecção aumenta para 40 km, mas com uma taxa de amostragem reduzida. 

Com o recurso de digitalização em movimento, o sensor Spexer também pode iluminar enquanto está escaneando em movimento.

Isso significa que o sistema também é adequado para proteger comboios de veículos em deslocamentos.

A antena do sensor compacta pesa 35 kg e mede 60x50x20 cm (LxAxP) e funciona na faixa de frequência de 9,2 a 10 GHz (banda X). 

Os sinais são gerados e processados ​​na Unidade de Geração e Processamento (GPU). 

A GPU pesa 40 kg e é do mesmo tamanho que a antena.

Em um teste de disparo com o sistema completo, o sensor Spexer foi capaz de demonstrar um alto nível de desempenho de classificação para alvos pequenos em cenários muito exigentes.

Alvos pequenos, como UAVs, são caracterizados por uma seção transversal baixa do radar e alta capacidade de manobra.

A Hensoldt foi contratada para entregar dez radares Spexer 2000 3D MkIII no final de 2020 e esses sensores devem estar disponíveis para emprego operacional até o final de 2021.

A combinação de sensores optrônicos e radar permite a detecção e identificação confiáveis ​​do UAS inimigo como um pré-requisito para o rastreamento de alvos e, em última instância, o combate. 

A munição de explosão aérea (air burst) do canhão de 35 mm cria, com uma salva de 12 tiros, uma nuvem de fragmentos em um grande espaço aéreo atingindo o UAS de forma eficaz e incapacitando-o para manter-se em voo.

O Boxer Skyranger, apresentado publicamente em 2018, tem munição para um total de 20 salvas a bordo. 

Canhões e radares são compatíveis com todos os climas para proteção permanente de 360 ​​graus.

Integrado à defesa aérea terrestre, o Boxer Skyranger pode complementar a mistura de sensores e armas em uma lacuna de capacidade e dar uma contribuição importante para o espaço móvel das forças sob sua proteção.

Baterias antiaéreas de tubo equipadas com os canhões Oerlikon Twin Gun GDF 009 TREO podem replicar a mesma performance do Boxer Skyguard na defesa de posições estáticas críticas no alcance imediato.

 

Esta última configuração da família Oerlikon Twin Gun® 35 mm é uma arma flexível e poderosa que pode ser usada em vários tipos de missões.
Qualquer modelo do canhão geminado Oerlikon Twin Gun® existente pode ser atualizado para a mais recente configuração do GDF009, a capacidade TREO.
O Oerlikon Twin Gun® GDF009 TREO é equipado com controle de fogo moderno e capacidade de rede (conectividade), sendo capaz de receber e processar dados de alvos plotados pelos diretores de tiro ou radares 3D como a Unidade Oerlikon Skyguard® ou o Radar de Busca X-TAR3D.
A arma pode ser controlada remotamente ou usada de forma autônoma por meio da unidade sensora de rastreamento integrada equipada com um radar de rastreamento de banda X (X-TAR3D) e unidade eletro-óptica modular.

What is your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Roberto Caiafa
Jornalista e Repórter Fotográfico especializado na Editoria de Defesa com mais de 15 anos de experiência profissional. Corresponsal no Brasil de Infodefensa desde abril de 2011. Youtube Canal Caiafamaster (https://www.youtube.com/c/caiafamaster)

You may also like

2 Comments

  1. Eu acho quê o BRASIL DEVERIA COMPRAR UMA DESSA

  2. Uma grande proteção contra os tão falados e temidos Drones suicidas. Drones explosivos anti veículos e anti pessoal…

    Este equipamento sem dúvida é uma grande proteção contra estes Drones suicidas, que ficaram famosos recentemente em Nagorno-Karabakh. E também uma proteção contra os demais Drones.

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in:COBERTURA