COBERTURADESTAQUE

Kryptus fornecerá novo sistema de carimbo de tempo da ICP-Brasil

  • Empresa líder em criptografia será responsável pelo fornecimento do sistema que irá abrigar o novo protocolo de carimbo de tempo

A Kryptus, multinacional brasileira que desenvolve soluções de criptografia e segurança cibernética, foi a vencedora da licitação realizada pelo Instituto Nacional de Tecnologia da Informação (ITI), ligado à Casa Civil, para o fornecimento do sistema que irá abrigar o novo protocolo de carimbo de tempo, tecnologia que, uma vez aplicada a um documento, certifica sua existência numa determinada data e hora, dando validade legal ao mesmo.

De acordo com o ITI, o novo protocolo de carimbo de tempo digital trará uma série de inovações em relação ao sistema atual.

Além de incorporar a tecnologia de blockchain, que fará o registro de todos os dados de sincronismo e o registro das assinaturas de carimbo de tempo, o sistema será interoperável, baseado em padrões abertos, eliminando assim a dependência tecnológica vertical existente hoje dentro da ICP-Brasil, órgão que viabiliza a emissão de certificados digitais para identificação virtual de pessoas físicas e jurídicas.

Dr. Roberto Gallo – CEO da Kryptus

“Indiscutivelmente, essa nova arquitetura do sistema vai democratizar e ajudar a acelerar a adoção das tecnologias relacionadas aos certificados digitais no Brasil, facilitando a rastreabilidade e a segurança dos dados”, enfatiza o CEO da Kryptus, Dr. Roberto Gallo.

Ele observa que o novo carimbo do tempo irá também facilitar as operações, já que haverá a separação entre sincronismo e auditoria de tempo, sem a dependência do processo de auditoria, com o uso de padrões abertos.

Segundo Gallo, o novo carimbo de tempo digital vai contribuir ainda para a expansão do número de Autoridades Certificadoras de Tempo (ACTs), entidades responsáveis pela emissão de carimbos de tempo, credenciadas pela ICP-Brasil. “Isso deve aumentar a competitividade no mercado de certificação digital e melhorar a qualidade dos serviços.”

A Kryptus será responsável também pelo fornecimento de equipamentos do tipo “sistema de carimbo de tempo (SCT)” e “sistema de auditoria e sincronismo (SAS)”, homologados conforme as normas da ICP-Brasil. O prazo previsto para a conclusão do projeto é de seis meses.

Membro da Associação Nacional de Certificação Digital (ANCD) — entidade que participa da formulação das políticas públicas para o setor — a Kryptus hoje já lidera o mercado de soluções customizáveis de criptografia e cibersegurança no segmento de certificação digital.

Carimbo do Tempo dá início ao fim da era dos protocolos proprietários na ICP-Brasil. Ouça

De olho no PIX, Kryptus e Matera anunciam parceria em segurança de chaves criptográficas

Sobre a Kryptus

A Kryptus é uma multinacional brasileira provedora de soluções de criptografia e segurança cibernética altamente customizáveis, confiáveis e seguras para aplicações críticas, com foco na entrega de serviços de alto nível para resolução das missões de seus clientes.

Fundada em Campinas (SP), em 2003, atua hoje nos setores público e privado dos mercados do Brasil, LATAM, Europa, Oriente Médio e África, sendo reconhecida pelo Ministério da Defesa do Brasil com o selo EED – Empresa Estratégica de Defesa, além de contar com selo Gartner Cool Vendor.

O que é Criptografia?

Criptografia é uma ciência secular que utiliza a cifragem dos dados para embaralhar as informações de forma que apenas os que detém a chave para decriptografar os dados tenham acesso à informação original.

Criptografia Simétrica utiliza uma chave única para cifrar e decifrar a mensagem. Nesse caso o segredo é compartilhado.

Criptografia Assimétrica utiliza um par de chaves: uma chave pública e outra privada que se relacionam por meio de um algoritmo.  O que for criptografado pelo conjunto dessas duas chaves só é decriptografado quando ocorre novamente o match.  

Criptografia Quântica utiliza algumas características fundamentais da física quântica as quais asseguram o sigilo das informações e  soluciona a questão da Distribuição de Chaves Quânticas – Quantum Key Distribution.

Criptografia Homomórfica refere-se a uma classe de métodos de criptografia imaginados por Rivest, Adleman e Dertouzos já em 1978 e construída pela primeira vez por Craig Gentry em 2009.

A criptografia homomórfica difere dos métodos de criptografia típicos porque permite a computação para ser executado diretamente em dados criptografados sem exigir acesso a uma chave secreta. O resultado de tal cálculo permanece na forma criptografada e pode, posteriormente, ser revelado pelo proprietário da chave secreta.

What is your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Roberto Caiafa
Jornalista e Repórter Fotográfico especializado na Editoria de Defesa com mais de 15 anos de experiência profissional. Corresponsal no Brasil de Infodefensa desde abril de 2011. Youtube Canal Caiafamaster (https://www.youtube.com/c/caiafamaster)

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in:COBERTURA