ARCOBERTURADESTAQUEVÍDEO DO DIA

Mico da Espanha na Letônia com Eurofighter Typhoon do ALERTA!

Dois aviões de caça russos que voaram sem aviso no mar Báltico provocaram esta quinta-feira um alerta de segurança que interrompeu a visita do chefe do Governo espanhol, Pedro Sánchez, à base da NATO em Siauliai (Lituânia).

“Esta manhã, dois caças Eurofighter da NATO descolaram para identificar duas aeronaves que voavam no mar Báltico. Eles identificaram dois aviões SU-24 rumo a nordeste”, disseram fontes da NATO, referindo-se a dois aviões de caça russos que não tinham enviado “um plano de voo, não estavam com os seus ‘transponders’ ligados e não falaram com os controladores de tráfego aéreo”.

Sánchez, no último dia da sua viagem ao Báltico, iniciou a sua agenda na Lituânia visitando uma base onde existe um contingente espanhol que participa na missão de policiamento aéreo do Báltico face a possíveis ameaças russas.

Enquanto Sánchez fazia a sua intervenção, foi interrompido pelas vozes dos pilotos que entraram no ‘hangar’ da base, provocando um alerta de segurança, por causa da presença de aviões não identificado e obrigando ao envio de aviões de caça em missão de identificação.

“Isto demonstra mais uma vez a importância da missão de patrulha aérea da NATO, que está ativo há 60 anos para manter os nossos céus seguros”, disse a porta-voz da NATO, Oana Lungescu.

A Rússia garantiu que cumpriu todas as normas internacionais, rejeitando qualquer quebra de regras por parte dos seus aviões SU-24. “O voo foi realizado em estrita observância às normas internacionais de uso do espaço aéreo, sem violar as fronteiras dos outros estados”, comunicou o Ministério da Defesa russo, citado pela agência oficial TASS.

Por toda a Europa, os aviões de caça da NATO estão permanentemente de serviço e prontos para descolar rapidamente no caso de voos suspeitos ou não anunciados próximos ao espaço aéreo aliado.

Em 2020, as forças aéreas da NATO mobilizaram-se mais de 400 vezes para intercetar aeronaves desconhecidas, a maioria delas da Rússia, que se aproximaram do espaço aéreo da Aliança.

El Presidente del gobierno español Pedro Sánchez y el presidente lituano Gitanas Nauseda son sacados de la base aérea lituana donde ofrecían una conferencia de prensa, luego que se detectara un avión ruso no identificado.

Sánchez estaba en la base aérea de Lituania para visitar a las tropas españolas estacionadas allí en una misión de la OTAN.

Nausėda estaba hablando cuando un grupo de militares se apresuró a llevarse los dos atriles. Otro técnico se acercó a un avión Eurofighter situado detrás de ambos líderes.

Fuentes gubernamentales dijeron que hubo una alerta real y que el Eurofighter fue enviado urgentemente para comunicarse con la aeronave rusa no identificada e informar al piloto sobre la violación del espacio aéreo de la república báltica.

La rueda de prensa se reanudó unos 25 minutos después.

Fuente: @el_pais #noticias #8jul

What is your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Roberto Caiafa
Jornalista e Repórter Fotográfico especializado na Editoria de Defesa com mais de 15 anos de experiência profissional. Corresponsal no Brasil de Infodefensa desde abril de 2011. Youtube Canal Caiafamaster (https://www.youtube.com/c/caiafamaster)

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

More in:AR