COBERTURADESTAQUETERRA

Arsenal de Guerra do Rio e a Manufatura Aditiva (Impressão 3D)

O Arsenal de Guerra do Rio (AGR), OM subordinada à Diretoria de Fabricação (DF) produziu em suas instalações a primeira peça funcional a partir do processo de manufatura aditiva (Impressão 3D).

Durante o processo de manutenção dos rádios PRC-910, levantou-se a demanda por peças que não existiam em estoque e não eram mais fornecidas pelo fabricante, impedindo avançar no trabalho de manutenção.

Em face desse desafio, o corpo técnico do AGR conseguiu desenvolver e fabricar peças impressas 3D com aplicabilidade funcional aos rádios PRC-910, aumentando o índice de manutenção deste equipamento.

A impressão 3D, também conhecida como manufatura aditiva, é um método de produção a partir de um modelo digital no qual uma peça é produzida pela adição de camadas sucessivas de material.

Este método está em crescente expansão no mundo, principalmente devido a algumas vantagens que apresenta frente a outros métodos tradicionais de fabricação, em que se pode citar: facilidade de criação de protótipos, de produção de peças de geometria complexa e de personalização de peças.

Como objetivos futuros, o AGR vem pesquisando a manufatura aditiva metálica, para implementar em sua linha de produção, com grandes possibilidades de aplicação na fabricação e manutenção de Materiais de Emprego Militar e Materiais de Engenharia.

Esta é a vocação do Arsenal de Guerra do Rio, sempre na vanguarda das soluções tecnológicas para produção de Materiais de Defesa!

#arsenaldeguerradorio
#exercitobrasileiro
#diretoriadefabricação

What is your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Roberto Caiafa
Jornalista e Repórter Fotográfico especializado na Editoria de Defesa com mais de 15 anos de experiência profissional. Corresponsal no Brasil de Infodefensa desde abril de 2011. Youtube Canal Caiafamaster (https://www.youtube.com/c/caiafamaster)

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in:COBERTURA