ARCOBERTURADESTAQUEMARTERRAVÍDEO DO DIA

A Base Industrial de Defesa e Segurança do Brasil na Eurosatory 2022

Após quatro anos de intervalo forçado, causado pela Pandemia do COVID-19, a Eurosatory, o mais importante evento da indústria de Defesa ocidental volta a Paris reunindo empresas de todo o mundo, exceto a Rússia, banida do circuito internacional de feiras após invadir a Ucrânia no início de 2022.

A Base Industrial de Defesa e Segurança brasileira participa da Eurosatory 2022 com o seu tradicional Pavilhão Brasil com 15 empresas, incluindo as gigantes Embraer (+Atech), CBC Defense, Taurus Armas e Condor Não Letais, empresas de médio porte como a AEL Sistemas, RF.COM Sistemas, Vertical do Ponto, Gespi Equipamentos, Centro de Serviços Aeronáuticos CSA, Mac Jee Tecnologia, Kryptus, BCA Ballistic Protection e companhias pouco conhecidas do público como a Neger Industrial Pesquisa e Desenvolvimento e M&K Assessoria Exportadora e Importadora.

A brasileira Ares Aeroespacial e Defesa estará presente integrada ao estande da matriz Elbit Systems, de Israel.

Para 2022, as empresas brasileiras devem apresentar tecnologias, soluções e serviços focados no rápido atendimento as demandas verificadas em combate no conflito entre a Ucrânia e o invasor russo, e também na promoção de capacidades, sistemas e armamentos diversos projetados, produzidos e suportados no Brasil.

A Embraer deverá promover, além dos globais EMB-314 Super Tucano e KC-390 Millennium, sua linha de produtos para emprego terrestre como o radar solo-solo M20 Sentir, projetado para missões de vigilância de fronteiras e/ou áreas críticas, e o novo radar de defesa antiaérea M200 Vigilante, projetado para prover cobertura a baixa altura a distâncias de até 200 km, detectando alvos e fornecendo solução de tiro para o armamento antiaéreo acoplado, formado por canhões de fogo rápido e/ou mísseis terra-ar.

A Atech, empresa do grupo Embraer, deverá promover sua suíte de soluções Arkhe Integrated Systems, talhada para comando e controle, gerenciamento de ativos críticos, controle de áreas marítimas e espaço aéreo, fusão e disseminação de dados, dentre outras capacidades.

A CBC Defense, que traz consigo a subsidiária Taurus Armas, promoverá em Paris sua linha de munições militares nos calibres usualmente empregados pela NATO/OTAN.

A empresa, segunda maior fabricante de munições do mundo, deverá destacar em Paris a concretização de parcerias internacionais como a que foi firmada com o Governo da Índia, onde a joint venture entre a CBC e a SSS Defense (Stumpp Schuele & Somappa India)  já está a todo vapor.

A fábrica de Anantapur, Andhra Pradesh, está programada para começar a produzir no 2º semestre de 2022.

A Taurus Armas, por sua vez, vai exibir na Eurosatory sua linha renovada de produtos como as pistolas das séries G3, GX4, TX22, TS9 e G2C, mais os novos fuzis T4 no calibre .300 AAC Blackout.

O fuzil T4 é baseado na consagrada plataforma M16/M4 em calibre 5,56mm, amplamente empregada pelas forças militares em todo mundo e principalmente pelos países membros da OTAN/NATO.

A Condor Não Letais leva até Paris o dispositivo elétrico incapacitante SPARK, que atua sobre o sistema neuromuscular causando fortes contrações musculares, permitindo a incapacitação temporária do suspeito pelo Agente da Lei.

A nova versão SPARK Z 2.0 deverá dividir as atenções do público com o novo lançador de munições ou granadas não letais remodelado com uma nova coronha rebatível, e a novíssima solução para gerenciar conflitos urbanos, o Condor Drop, um drone equipado com uma plataforma que permite disparar granadas de gás lacrimogêneo para dispersão de tumultos em áreas urbanas abertas.

Já a Mac Jee planeja apresentar na Eurosatory 2022 sua linha de bombas de emprego geral da família MK, o kit de guiamento inteligente Dagger, que transforma bombas de 2.000 libras em armamento stand-off com capacidade de manobrar até o impacto no alvo, e o Armadillo TA2, um dos lançadores de foguetes mais leves, compactos e rápidos do mercado global.

Projetado e desenvolvido para condições extremas de operação, o veículo tem alto poder ofensivo e pode retrair o sistema de lançamento durante a fase não ofensiva.

Contando com 1 módulo em sua plataforma de lançamento + 3 módulos em seu compartimento de munições é possível lançar mais de 70 foguetes 70mm em poucos minutos, com alcance de 10 km no tiro indireto e de 3km no modo de tiro direto (tenso).

A ARES Aeroespacial e Defesa vai apresentar oficialmente ao mercado internacional seu novo Sistema de Armamento Remotamente Controlado REMAX 4, a evolução da REMAX.

O novo conjunto de optrônicos, com giro e elevação desacoplado da linha de visada da arma montada no reparo, amplia consideravelmente o envelope de emprego operacional desse equipamento projetado para equipar veículos blindados leves, médios ou pesados requerendo pouco espaço para integração, baixo peso e consumo de energia.

A REMAX 4 também acondiciona mais munição pronta para uso e dispõe de um novo lançador de granadas fumígenas, além de utilizar, como opcional, sistema laser para detecção de projéteis em 360º, tornando o produto da ARES capaz de prover proteção contra ameaças simples de forma automática.

A BCA BALLISTIC PROTECTION fornece para os mercados automotivo, aeroespacial, segurança e de defesa, produtos de alta performance e baixo peso, combinando soluções em aramida, UWHMPE e cerâmica.

Com grande presença internacional, a empresa entrega o estado da arte em proteção balística pessoal, blindagem de automóveis, embarcações, aeronaves e veículos militares, e dispõe de modernas linhas de produção certificadas internacionalmente.

A tecnologia exclusiva NeoFlexLiner, carro chefe da empresa, entrega proteção certificada com o menor peso e espessura do mercado.

A Gespi Indústria e Comércio de Equipamentos, reconhecida pelo Ministério de Defesa do Brasil como uma Empresa Estratégica de Defesa, apresentará em Paris sua expertise nas Indústrias Aeronáutica e Defesa, onde oferece grande variedade de serviços de Manutenção, Reparo e Revisão Geral de componentes aeronáuticos (MRO) para companhias aéreas, empresas, órgãos governamentais e Forças Armadas.

Além disso, a empresa desenvolve projetos e produtos especiais para a Indústria de Defesa e de Segurança Pública.

Um deles é a Arma Leve Anticarro ou ALAC, um canhão 84 mm sem recuo disparado do ombro que emprega munição HEAT com alcance de 300 metros, o invólucro sendo descartado após o disparo.

A Gespi também produz foguetes de 70mm, bombas de exercício lançadas por aviões, bombas de emprego geral da família MK e a embarcação multifunção Aruanã 26 FT.

A Vertical do Ponto vai levar a Eurosatory 2022 seus paraquedas militares produzidos com alta qualidade, seja para emprego pessoal, lançamento de carga, extração e ejeção.

A empresa também fabrica equipamentos aeronáuticos, aeroterrestres e militares, e outros produtos sob consulta como acessórios táticos e adereços complementares.

Atualmente, a Vertical do Ponto é a fornecedora principal da Brigada de Infantaria Paraquedista do Exército Brasileiro.

Especializada em proteção de dados, a Kryptus é uma multinacional brasileira com sede no Brasil e filial na Suíça, e atende clientes do setor público e privado na América Latina, Europa, Oriente Médio e África com soluções de criptografia e segurança cibernética altamente customizáveis, confiáveis e seguras para aplicações críticas.

Em parceria estratégica com a suíça Kudelski Security, a empresa complementa seu portfólio com pesquisa avançada, desenvolvimento e serviços de consultoria recorrentes.

Como Empresa Estratégica de Defesa, a Kryptus oferece soluções cibernéticas altamente customizáveis, confiáveis e seguras para aplicações críticas, com tecnologia de ponta, livre de leis de vigilância, e tem larga experiência em Projetos de Defesa, de aplicações táticas a estratégicas, com uma abordagem única de transferência de tecnologias (ToT).

Focada na integração sob demanda, a brasileira RF.COM projeta, fabrica e integra shelters e unidades móveis para aplicações em telecomunicações, broadcast e defesa.

Seus produtos militares atendem as necessidades de Comunicações Táticas, Centro de Operação Anti-Aérea, Comando e Controle Móvel e Monitoramento e Guerra Eletrônica.

A empresa tem importante participação em Programas Estratégicos brasileiros como o Sistema de Monitoramento e Vigilância de Fronteiras (SISFRON), Defesa Antiaérea, PROTEGER e Astros 2020, sendo que no último realizou recentemente a integração dos shelters do Sistema Transportável de Rastreio de Engenhos em Voo (STREV).

A AEL Sistemas, filial brasileira da Elbit Systems, vai apresentar em Paris capacidades como o seu Suporte Logístico Contratado (CLS), no qual a empresa proporciona o reparo e substituição imediata dos equipamentos em pane, reposição de estoques estratégicos e o gerenciamento do processo logístico.

Além disso, o visitante vai receber informações sobre interoperabilidade, conceito presente em projetos das Forças Armadas do Brasil, e que contam com o envolvimento da AEL, como é o caso do Projeto RDS-Defesa (Rádio Definido por Software de Defesa), sob responsabilidade do Centro Tecnológico do Exército (CTEx), do Exército Brasileiro (EB); o Projeto LinkBR2,( que conta com um sistema de Data Link tático para tráfego de informações em tempo real entre aeronaves e diversas estações de solo) e é coordenado pela Comissão Coordenadora do Programa Aeronave de Combate (COPAC), da Força Aérea Brasileira (FAB).

A empresa também vai fornecer aos interessados informações sobre aviônica (conjunto de sistemas eletrônicos de aeronaves) de 5ª geração desenvolvida no Brasil.

What is your reaction?

Excited
0
Happy
0
In Love
0
Not Sure
0
Silly
0
Roberto Caiafa
Jornalista e Repórter Fotográfico especializado na Editoria de Defesa com mais de 15 anos de experiência profissional. Corresponsal no Brasil de Infodefensa desde abril de 2011. Youtube Canal Caiafamaster (https://www.youtube.com/c/caiafamaster)

You may also like

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

More in:AR